Meditação

arestas cáusticas

os terrenos contaminados donde viajam alguns homens até ao presídio onde se metamorfoseiam em virtuosos semideuses; o seu deambular pelas fráguas da liberdade empunhando archotes que ateiam a sua inconciliável natureza; a sua criteriosa participação no lupanar existencial onde estrangulam as suas tentações.

Entre a fantasia e o real!

A alma pode não ser tão bonita
apenas ao ver uma silhueta perfeita
a realidade esta subscrita
as nossas materiais observações
Exceto quando ela está nua
Está livre das humanas opressões
Todos somos errantes passageiros
somos viajantes do tempo
E, nossos egos... o orgulho
impede muitas decepções
O essencial é invisível aos olhos
aos olhares dos que não sabem ler
nem mesmo decifrar corações
(DiCello, 10/09/2020)

Pages