Jardim da Alma (XXII)

 

Não há portões nem grades no jardim

só um muro onde crescem heras

e flores minúsculas o separa do caminho.

 

Todos são bem-vindos

e podem entrar a qualquer hora

o dia inteiro e p’la noite fora.

 

É esta a total liberdade

na dádiva da natureza à humanidade.

 

Sª Mª Feira, julho 2018

 

Género: