Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Ondulações (VIII)

Dormir ou o desejo de esquecer
aquilo que na vida faz sofrer

Chega a noite é tempo de refletir
bons pensamentos antes de dormir

Quero ser para sempre teu amigo
recordar o presente que bendigo

A circunstância cria o afastamento
que conduz mais tarde ao esquecimento

Ultrapassar o deserto do mundo
atravessando o rio largo e fundo

O vento morno na tarde abafada
sob o firmamento uma luz dourada

A doméstica lida necessária
onde começa a labuta diária

Dormir a sesta no pino do calor
para o corpo refrescar de tanto ardor

Sª Mª Feira, junho 2018

Género: