Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Acto de silêncio

Calei-me
Deixei passar todos os ecos
Perfilados na ausência
Da tua voz
Revelei todo o silêncio aprumado
No dorso deste verso
Consumido pela noite onde
Me esgueiro quase inanimado
 
 
FC
Género: 

Comentários

Gostei do silêncio e do verso.

Por vezes o silêncio e as poucas palavras, são mais expressivos e eloquentes do que cem vozes ou mil palavras.

Abraço 

João Murty