Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Catarse

Livremente circulas

Captas a onda abraçada

Num ápice de calor que foge da dor

Conectar com o mar inspirar amor e não de dor

Que acalenta o entusiasmo e abraça a natureza como fortaleza

Num manto sem pranto vibra amor e procura esplendor num mundo arrebatador

Na arte se expressa sem pressa de lá chegar

Porque um dia sentiste e não desististe do sonho de mulher

Que perfeito num mundo sem jeito

Arrebatador quando contempla dor

No cheiro da cor desarma o pudor e brilha cheio de amor

Que mundo pequeno que arrasa quem casa sem amor e muita dor.

Género: