Enfins

...encontramos

a alma das palavras

neste espaço de nós

por entre os fumos

dos nossos cigarros...

Enfins infinitos e perdidos

nas palavras dos deuses

no silêncio destas nuvens.

Nuvens baças dos cigarros

onde se advinham formas

coreografias infinitas

onde o enfiim se perde

na razão do sonho

quase sempre medonho...

Outras ainda se reveste

de cores e emoções

em canticos esquecidos

quiçá perdidos

no espaço e no tempo!

Género: 
Você votou 'Não gosto'.

Comentários

A alma das palavras no silêncio que se reveste de cores, emoções e canticos...
Vagueando no tempo e no espaço.
Gostei Ezequiel. Obrigado por partilhar.

Obrigado Rui! È bom saber que alguém gosta do que escrevemos! Bem haja!

Ezequiel Francisco

Com mais tempo terei prazer de ler algo mais do que publicou, gostei do estilo.