Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Está na hora da verdade

Pessoal, está na hora da verdade.

Neste beiral onde o tempo aterrou.

Sem demora, nem vaidade,

Despido na praia da saudade,

Que o Mar nunca beijou.

 

Preso na formalidade,

Engenho que o Homem criou.

Pessoal, está na hora da verdade,

Transparente sal cristalizado,

Lágrimas do meu avô.

 

Género: