Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Secretamente

Secretamente carrego-te em mim

Envolto num abraço seguro

Que aclama no presente o fim

De um passado que se sente obscuro.

 

Serenamente caminho até ti

Pisando alguns dos pecados

Que me trouxeram até aqui,

Condutores dos “ses” acatados.

 

Em ti revejo a subtileza

De querer ir mais além,

Arrastada pela doce leveza.

 

Imagino em mim o nós,

Onde a razão se abstém,

Onde o corpo ganha voz.

Género: