Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Sistema Prussiano

Grande lugar,
Parece legal:
Cadeiras, classes e quadros;
Regras, condutas e horários...
Colegas, amigos e armários...
Me sinto maior!
Me sinto mais sábio. 
 
Grande lugar,
Me sinto no aquário:
Posso sonhar
Mas é imaginário. 
Quero fugir.
Planejo atacar!
Aquelas grades
Eu quero pular... 
Me libertar...
Ou quem sabe até 
Destruir o banheiro
Até que alguém 
Venha me abordar... 
 
Que espontâneo!
Que divertido!
Grande lugar,
Lugar vulgar! 
Mundo abatido. 
Me formar e trabalhar.
Competir para subir. 
Subir pra não sucumbir. 
Matar ou morrer!
Competir para viver. 
 
Velhos chatos e normas rígidas; 
Ordens hostis e violências implícitas. 
Tédio banal,
Cultura repetida.
Me sinto animal!
Me sinto o de sempre:
Sem saída.
Sem respeito, aqui,
É engraçado o preconceito. 
Que grande piada, 
Sou eu na chamada.
Sou eu, o 26. 
Valia dez, me deram TRÊS!
Mas eu só me fodo!
É hoje que eu explodo!
Sou novo, fraco e sem vez...
 
Cheguei em casa gritando com a mãe: 
Sou grande! Eu falo por mim. 
Depois, bati boca com o pai; 
Não! Óbvio que não é assim!
DÃR... A divisão de classes 
É feita em colunas.
Pode perguntar pro sor Carlos!
E a "Faculdade" não é diferente. 
Seu burro de carga
Dócil e obediente...
Género: