Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

À janela com a solidão

Entre brisas vadia a manhã que
Se espreguiça alimentando uma
Mixórdia de palavras quase promíscuas
 
Espevita a luz que renascida namorisca
Todas as caricias profícuas…oh doce dengo
Desarrumando tantas paixões quase iniquas
 
No apogeu dos tempos a esperança habitará
A alma ainda que muito carente e mais sedenta
Pois a fé essa é-me intrínseca e tão opulenta
 
FC
Género: