És tu

És tu
 
és...um amor...
sem igual, sem denominação, perdição
que ri e chora, no H da hora, na hora H
a que delira, pelo prazer em gozar,
instigar, guardar em si, extasiar.
és...sem rótulo, sem redoma, sem limites.
que vaga livre, entre céu e terra
amor...que se perde, se acha e encaixa,
entre coxas, lábios, quadris.
que geme sorrindo, implora miando,
que humedece, em ebulição,
o outro implorando, exatamente, desejando amar
és, a mulher linda
que sozinha clama companhia
numa verdade nua e crua
em seu eterno e verdadeiro Amor
 
Paulo Fernandes

 

Género: 
Você votou 'Gosto'.