Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Afrodite minha

Afrodite minha

 

 

Sinto-te a colorir meus dias,

A pintar esta minha tela vazia.

 

O tempo pára quando não te oiço,

Mas esfumaça-se quando me falas.

E como me falas...

Hipnotizas-me!

 

Rouca, sussurras magia.

 

Teus olhos,

pérolas persas.

Teus dedos,

varas de condão.

Teu respiro,

oxigénio que alimenta meu fogo.

Teus cabelos,

da mais fina seda.

Tua boca,

canto de sereia.

Tua tez,

fim de tarde de verão.

Teu quadril,

meu par de tango.

Teu toque,

ouro de Midas.

Teu olhar,

felino das montanhas.

Teu sorriso,

lua cheia em céu estrelado.

Teu sabor,

fruto tropical.

Teu passeio,

dança do ventre.

Tua alma,

meu farol de Alexandria.

Teu amor,

meu jardim de Éden.

Género: