Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Alcóolatra

O álcool é para disfarçar a dor
Sei bem disso, enterrou teu fulgor
Há anos, e agora – tens escuridão
Queria te ajudar, mas não tenho noção
Nem eu sei me ajudar
Penso mais em lamentar
Por que somos assim, hein?
Não deveríamos ser um réquiem
Pois, lamentar é sangrar
E beber, se autodilacerar
Eu queria ser mais próximo de você
Seria bom se você tivesse orgulho
De mim, só que no estado atual
Sou um anônimo anual
Ano por ano estamos distantes
E a vida não vai perdoar os instantes
Queria que você descobrisse a poesia
Eu fiz algumas para você, mas a alegria
Maior é saber que você está aqui.
Género: