Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

AMOR

Não te amo como um pedaço de cristal
Não te sorrio como o sol no verão
Abraço-te quando estás mal
Por seres a minha grande paixão

Não te venero noite e dia
Não te elogio constantemente
Vivo sim, com alegria
Por seres um amor sempre presente

Não limpo as tuas lágrimas
Nem tão pouco o teu suor
Ajudo te com fervor
Nos momentos de dor

Estar ao teu lado
Nos momentos de dor
Significa que estou apaixonado
E só a ti, entrego o meu amor

Quando o verão chegar
Podem as fontes secar
Mas o desejo de te amar
Nunca há-de terminar

Género: