Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

ANDORINHA

As andorinhas voltaram com trio parada dura

                                  ANDORINHA

Eu sou a andorinha que voa sozinha no deserto.

O vento das minhas asas, balançam as folhas do caderno esquecido,

as letras ficam nas linhas marcadas pela caneta do poeta.

             Eu sou a andorinha que virou canção.

A dança de alguém, que vibra de alegria com essa melodia.

                  Eu sou o que move o cantor...

                    Eu sou a poesia em flor!

           Eu sou a andorinha que chama o amor.

 

Autora: Madalena Cordeiro...

Género: 

Comentários

"É fantasia, é poesia real em geral nos contagia".

M.C.R.

Sai por aí voando nas tardes amarguradas

Derrama ao vento a  angustia e o sofrer!

Voando por entre águas frescas de rios e fontes

Vencendo quentes desertos, fragas e montes.

Vem de mansinho, pousa as asas cansadas

No meu peito ardente, renova a força do viver!

 

João Murty

 

 

João Murty... Que lindo! Obrigada! Fiquei feliz em ver seu comentário. Estou triste porque parece que a NEREIDE saiu da poesia fã clube. Sumiu todos os comentários dela dos meus poemas... Se você souber alguma coisa fala-me. Eu amo vocês!

Abraços! broken heart

o que me está dizendo é novidade para mim. Pois não sabia que a nossa Nereide tinha saído  da poesia fã clube. O que terá acontecido, para uma atitude tão radical? Peço a Deus que o mesmo não seja derivado por fatores de saúde ou outros similares.

Madalena se souber algo sobre este assunto, faça o favor de dizer! Gostaria de manter o contacto com a nossa amiga? 

Talvez para si seja mais fácil estabelecer contacto com a Nereide! Possivelmente ela terá alguma página no Facebook?

Um beijiho,

João Murty   

João Murty... Vamos fazer mais duetos? Eu me alegro em escrever... É um dom que já recebi por ele. Então a minha escrita é gratuita.

Beijos!

Um poema que a Madalena vai gostar!

Atualizei a minha foto! Ela é a minha atual imagem, porque foi tirada em finais de Stembro/2015.

Em relação aos duetos! Sim temos que fazer alguma coisa para que fique e perdure nas nossas recordações......., quiçá também depois delas.

Um abraço...... com os dois braços......, e um beijinho maior que a Lua e mais quente que o Sol.

João Murty

 

Gostei! Obrigada!

"Abraços com os dois braços"! Lindooo! "Um beijo maior que a lua e mais quente que o sol"...

Abraços!

Obrigada Pedro! É gratificante ver seus comentários! Obrigada por ter gostado!

Abraços!

Hoje eu pouse em meu próprio galho... O da minha cabeça... ??? 

Eu também voltei...  Pra ficar, asas cansadas... 

                                 Desilusões e mais nada.