Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Fantasia

Oceanidade

(...)revelem-se todas as
 
porções de eternidade na posse dos tempos
 
Cantem-me todos os Divinos momentos
 
em hinos acalentando
 
ondas de oceanidade perfeita
 
...E decerto multiplicarei tuas praias longínquas
 
com marés de afagos sitiados
 
na fartura da tua graciosidade
 
onde não mais mora a tristeza
 
onde em canções mediterrânicas

TARÂNTULA

 

 

não sei o que peço ou por que?           

se perco um pouco a fé

se protejo ou desfaço

se puxo de novo e prendo

se amarro ou desato no ato

o touro com a marca do zorro

no logradouro da mansão soterrada

recuperada da terra só

trespassada pela estrada de pó

ressentida e banida do tráfego normal

tarântula que caiu em teia alheia

e passeia em sua espiral

 

 

Pages