Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Antigamente

Antigamente

Antigamente teu sorrir era corriqueiro.

Pouco era muito.

Teu olhar me bastava.

Minha presença te sustinha

Um dia tu conheceste  outro viver, onde minha simplicidade não mais cabia.

Tudo mudou, tu não eras mais quem foste

Eu não sei mais quem  fui.

Afastamo-nos.

Numa bifurcação da vida seguimos,  um para o  caminho da penumbra outro à luz buscar.

Onde chegaste não sei.

De mim?

Nada sei

Perdemos para o fatal destino

Hoje aqui me encontro

derramando minha última lágrima de dor

é só o que me resta.

Género: