Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

AO POVO DA SÍRIA (ESTAMOS EM PERIGO)

QUE ESTRANHO!

COM PROGRESSO CHEGANDO,

TEM GENTE AINDA IDEIANDO.

O QUE FAZER PRA SEGUIR,

EM FRENTE SEMPRE MATANDO!

 

EM CASA QUANDO O VERÃO

COM ALEGRIA VAI CHEGANDO!

EU AQUI, JÁ VOU COMPRANDO.

VENENO PRA MATAR PERNILONGO.

 

POR QUE, GOM GOSTO OS BICHINHOS!

ADORAM!

IR  ME ME PICANDO.

 

E USO SPRAY COM VONTADE!

E OS BICHINHOS...

NO CHÃO VÃO TOMBANDO!

AOS POUCOS AGONIZANDO.

 

HOJE ASSISTO NA TV!

O GOVERNO, DE UM PAÍS USANDO.

VENENO DE IGUAL RESULTADO.

SÓ PRA VER O POVO TOMBANDO!

 

E O POVO NO CHÃO, VAI CAINDO!

IGUAL, BICHINHOS MORRENDO.

CRIANÇAS, JOVENS VELHINHOS!

NO CHÃO VÃO AGONIZANDO

 

ALGUMAS JAZEM JÁ MORTAS!

E O MUNDO SE CONDOENDO.

QUE TRISTE TRAGÉDIA VEMOS.

SEM FAZER NADA PODENDO!

 

A NÃO SER DESEJAR...

QUE ALGO NOVO!

ACONTEÇA...

PRA PROTEGER O POVO.

ARLETE KLENS.

Género: