Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

AQUELE VELHINHO - BILLY BRASIL

AQUELE VELHINHO - billy brasil



AQUELE VELHINHO, FACE ENRUGADA, 

MÃO CALEJADA, BOCA SEM DENTE.

CARREGA A DOR, SAUDADE, TRISTEZA, 

CABEÇA SOMBRIA AR DE DEMENTE.

CORPO VERGADO, DESTINO ZOADO, 

MARCAS QUE A VIDA, LHE DEU NA PAIXÃO.

CARREGA LEMBRANÇAS, CARREGA AVENTURAS, 

QUE SE ESPALHARAM NO CHÃO.

AQUELE VELHINHO TEVE FAMÍLIA, 

DINHEIRO, E CARROS DO ANO.

MOMENTOS BRILHANTES, ALGUNS JÁ NEM TANTO, 

CERTEZAS QUEM SABE, FRAQUEZA, ENGANOS.

RESPONSA, CLIENTES, VIAGENS, NEGÓCIOS, 

PUTAS BACANAS, E FALSOS AMIGOS.

AQUELE VELHINHO RAPOSA SUTIL 

ANDAVA E CURTIA POR ESSE BRASIL.



FILHOS NA ESCOLA, MENINO E MENINA, 

FACU PRA RICO TUDO DE BOM.

BANQUETES, FOLIAS, 

GRANA QUE COMPRA E QUE ENGANA. 

ESPORTES, SOM.

PAQUERAS CINZENTAS, MULHERES ARDENTES, 

BOMBA NA VIDA A DROGA DA BOA.

JUÍZO PERFEITO, AMIZADES, PREFEITOS, 

COLÍRIO DO CÃO, E O TEMPO QUE VOA.



AQUELE VELHINHO, 

CATANDO PAPEL VACILOU SE FERROU SE JOGOU SE PERDEU.

NÃO TEVE MAIS CASA, FAMÍLIA, E AMIGOS, 

A DIGNIDADE, DESAPARECEU.

NEM SEMPRE A VIDA É O QUE PARECE, 

PLANTAMOS A PRESSA, COLHEMOS O PIOR.

CAÍMOS NO ABISMO, INFERNO PROFUNDO, 

POIS HOJE ESSE MUNDO NÃO ESTÁ TÃO MELHOR.



SEM AMOR, SEM PAIXÃO, SEM TESÃO, 

SOMENTE DOS FILHOS SENTE SAUDADE.

AQUELE VELHINHO, QUE AINDA SORRI, 

NÃO FALA DA VIDA, NÃO SENTE MALDADE.

VIVE POR VIVER, DIVIDE O QUE TEM, 

NÃO IMPORTA COM QUEM, SOBREVIVE COM MENOS.

AQUELE VELHINHO, COM PINGOS NA TESTA, 

CATANDO LATINHAS, COME SOBRAS, VENENOS.

SUA CAMA É A CALÇADA, A COBERTA O JORNAL, 

TRAVESSEIRO É A GUIA, A CHUVA O... BANHEIRO.



PRA CIMA E PRA BAIXO, FUTURO SEM SORTE, 

NO FUNDO ELE É FORTE, NÃO CHORA EM ENTERRO.

CONHECE NINGUÉM, NÃO É MAIS NINGUÉM, 

PRA DELIRIO DO POVO, UM MANÉ, UM QUALQUER.

DESCULPAS PRA QUE, PIEDADE PRA QUE, 

NUNCA MAIS TEVE UMA LINDA MULHER.



DERRETEU ALIANÇA, EM SUA LEMBRANÇA, 

SÓ FLASHS NA MENTE, SEU CAMINHO... O CAIXÃO.

A FOME NÃO DÓI, COSTUME CORROI, 

LEMBRA COSME E DAMIÃO.

AJUDA DE QUEM, AJUDA PRA QUE, 

NÃO FALTAM PIADAS, NÃO FALTA DESGRAÇA.

ADOECE E SE CURA, NO FRIO É LOUCURA, 

TREMEDEIRA NO CORPO, O QUE SOBRA, É A CARCAÇA.

NÃO SEI O QUE FAÇO, SINTO EMBARAÇO, 

PRECISO FALAR, ME FALTA CORAGEM.

AQUELE VELHINHO ERROU NO PASSADO, 

CARREGA A SANTA, E A IMAGEM.

VOU PEGAR SUA MÃO, AFAGAR MINHA ALMA, 

O VELHINHO ME DÁ PAZ, ACALMA.

DESCOBRI E ENCONTREI FINALMENTE QUE 

ESSE VELHINHO, É MEU PAI.



BILLY BRASIL - 18-7-07 – 23,26 HORAS.

Género: 

Comentários

Que lindo! AAAAAAAAAAAMMMMMMMMOOOOOOOOOOO! ESTOU COM  SAUDADE!

cryingheart