Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Canção

Balada das Palavras Doces

A letra desta balada é dedicada á Madalena a poetisa das palavras doces.

BALADA DAS PALAVRAS DOCES

Em cada linha que te escrevo em cada verso
Faz-me sentir mais só nesta noite tão longa e fria
Perdido nas doces palavras do teu universo
Deslumbro o toque do teu olhar no anoitecer
Minha boca seca morde o beijo que tanto queria

Duas

Duas
 
Elas eram duas
Imagens tão distintas
Não era por acaso
Que, ao misturar suas tintas,
O dia era de uma
E a noite tão criança
Só sei que as amava
Maestro de duas danças
 
As duas eu amava, nenhuma eu traía
Promessas eram feitas, mas passavam como os dias
Tentava acreditar, não era mal o que fazia
Pois eramos felizes enquanto o tempo permitia,
Em quanto tempo ....
 

senhor cidadão

Senhor cidadão
Senhor cidadão
Me diga, por quê
Me diga por quê
Você anda tão triste?
Tão triste
Não pode ter nenhum amigo
Senhor cidadão
Na briga eterna do teu mundo
Senhor cidadão
Tem que ferir ou ser ferido
Senhor cidadão
O cidadão, que vida amarga
Que vida amarga.
Oh senhor cidadão,
Eu quero saber, eu quero saber
Com quantos quilos de medo,

LOLITA

 

 

 

Lolita é verde

como o gafanhoto

 

Lolita é azul

como a abóbada do céu

 

Lolita é branca

como a paz universal

 

Lolita é vermelha

como o berilo

 

Lolita é negra

como a pantera

 

Lolita é amarela

como a pepita de ouro

 

Lolita é Deus!

-que se coloriu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FADA MÁGICA

 

 

alada fada mágica

tua varinha de condão

Blom! Blom! Blom!     

tocou-me “ene” vezes

fada-mágica

tua mágica/instante

-maga

tua saga

tua surda/muda/cega

devoção

 

alada fada mágica

tua varinha de condão

Blom! Blom! Blom!

tocou-me “ene” vezes

fada-mágica

pois és sagrada e santa

-maga

e de teu encanto

ressoa o mantra

de um conto de fadas

 

jovens

Jovens
Se eu lhe dissesse as coisas que fiz antes
Dissesse como eu costumava ser
Você se daria bem com alguém como eu?
Se você soubesse minha história palavra por palavra
Tivesse todo meu passado
Você se daria bem com alguém como eu?
Eu já fiz e tive minha cota
Não levou a lugar algum
Eu me daria bem com alguém como você
Não importa o que você fez
Com quem você andou
Nós poderíamos andar por aí e passarmos esta noite juntos

Quando olhares

Quando olhares para mim 
Lembra-te de quem eu sou.
Eu não finjo e não te darei rosas.
Contenta-te com o jasmim que dou
Pois eu, o fui apanhar àquela montanha 
Aquela montanha que disseste que gostavas 
Nos panfletos das nossas viagens.
E lá fui montado no cavalo da minha imaginação.
E disse ao alecrim que te cuidava com coração.
 
Não vou prometer riqueza
Nem aquela casa que sonhas 
Ou um carro, nem outro bem material.

Mensagem

São Pedro amou Jesus

Com grande amor e carinho

Também deves deus amar

E pedir para te guiar

Sempre para o bom caminho

 

Tens expressão de seres bom

Com o teu olhar delicado

Ama sempre o teu próximo

Para seres também amado

Pages