Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Arrependimento Amargo

Estou sabendo 
Que você já tem outro amor
Que te machuca 
E só te causa dor.
 
Não posso fazer nada,
Foi você que quis assim,
Eu te amei, mas você 
Nem quis saber de mim,
Então:
 
Eu não quero mais saber
Se você é feliz,
Eu não quero mais saber 
Se você vai sorrir,
Eu não quero mais saber
Se você está bem,
Eu não quero saber nada
Do ano que vem.
 
Não adiantaria você
Ser meu amigo
Se você nem se preocupa comigo.
 
Estou sabendo que você 
É tratado feito lixo
Por aquele que agora
Está contigo,
Mas quer saber bem a verdade:
Você vai terminar um velho sozinho
E sem maturidade.
 
Eu espero que você viva muitos anos
Pra você se arrepender amargamente
Dos seus enganos!
 
E que no futuro você 
Seja eternamente atormentado
Por ter desprezado a única mulher
Que te amava e estava do seu lado!
 
Eu espero que você viva muitos anos
Pra você se arrepender amargamente
Dos seus enganos!
 
Eu não posso fazer nada,
Foi você que quis assim,
Eu te amei, mas você 
Nem quis saber de mim,
Então:
 
Eu não quero mais saber
Se você é feliz,
Eu não quero mais saber 
Se você vai sorrir,
Eu não quero mais saber
Se você está bem,
Eu não quero saber nada
Do ano que vem.
 
Género: