Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Bom senso

Vomitarei as regras do bom senso
Na descarga das normas vigentes
Todos sabem o que é e como ser
Mas ninguém ensina a azia de ter;
A ideia paira no ar, é toda abstrata
Só que ao chegar o diferente
Todos se sufocam com sua ambiguidade
Se a intuição dela rege como devo agir
Por que as tonturas causadas por eles
Nauseiam os limites do meu ir e vir?
Pouco importa o que ensinam
Se as paredes da realidade quebram
A face, e nos machucados da sociedade
Nos faixam com a pérfida conformidade.

Género: