Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

BRASAS AO CHÃO

EU SOU O VENTO,

QUE PASSA LIGEIRO...

SOU SEU DESESPERO...

SORRISO MATREIRO...

 

SOU BRISA...

EM DIA DE SOL!

SOU FOGO A QUEIMAR,

SEU CORAÇÃO.

 

SOU FURACÃO,

QUANDO CHEGO DEPRESSA.

E SAIO.

DEIXANDO-O NA MÃO.

 

SOU FURIA LOUCA! 

QUANDO BEIJO NA BOCA...

CICLONE VIRAMOS.

JUNTOS SOMOS PAIXÃO!

 

NO MEIO DA FÚRIA...

O FOGO ACONTECE.

E QUANDO TUDO SE ACABA!

AINDA RESTAM AS BRASAS...

ROLANDO AO CHÃO

ARLETE KLENS

Género: 

Comentários

Muito amor.

P/ Arlete Klens...beijar na boca, rolar no chão é comigo mesmo!

É paixão, é amor no coração!

Gostei! belo poema!

Só tenho a agradecer a todas, sejam sempre bem vindas.

Muito linda!