Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Como uma tela pintada a aguarela.

 

 
E nós a nada mais somos que uma pintura
desenho que alguém fez num momento de loucura
imperfeitos, desfeitos, refeitos e sem jeitos
Inúteis num vida de defeitos.
Somos apenas uma tinta misturada
Uma cor nunca usada
Inventada numa hora atribulada
Numa disputa assediada
pela alma embriagada
pelas tristezas da vida
Somos a confusão das cores
que se misturam como os amores
e se revelam pelas dores
das horas e dos sabores
que ficaram por sentir
somos o espaço vazio da tela
coberto de escuridão
o reflexo do passado de solidão
misturado com desilusão
É triste que a tela seja essa confusão.
Uma mistura de cores sem solução
Nem resolução,
Um labirinto sem saída, presos na ilusão.
 

 

Género: 

Comentários

Lindo !

Quando nada mais somos que poetas de alma embriagada

uma mistura de cores em prefusão

Abraço poético

FC