Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

DESPEDIDA

DESPEDIDA

Cansei dos meus versos

Porque não quisestes lê-los

Juntarei todos os escritos

Em uma bandeja de prata

Que pertenceu a minha finada avó

E na lembrança da morta

Erguerei uma pira feita de poemas

Inflamados com os restos de uísque

Deixados em garrafas inacabadas.

Na minha dolorosa embriaguez

Beijarei tua fotografia, e... juro

Será esta a última vez

Tua foto então reacenderá o fogo

E embriagado assistirei a cremação

De tudo quanto me faz lembrar

Da mulher feita de fogo e de distancia

Que tanto quero e que não posso amar. 

Género: 

Comentários

Veronica Almeida's picture

E ébrios sonhamos o que sóbrios tentamos...  bjs

Eu estou lendo, eu os li! Lindo! 

Belo poma! Parabéns!

Abraços!