Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

DESTERRADO

            DESTERRADO!

Sentou-se junto ao rio, tristemente...

Olhar vago. Semblante pensativo...

Perscrutavo o longínquo firmamento

Ansiando do céu um incentivo.

 

Que mágoa sentirá que o consome ?

Que esconde sob o olhar angustiado ?

Não terá um amor que o console ?

Terá sido por ele abandonado !?

 

No silêncio, seu grito era audível !

Quis comungar com ele seu sofrer ,

Atenuar-lhe a mágoa ...o doer !

 

Correrá atrás  d'um pouso fiável ?

Ou s'enredou na teia que teceu ?

Pudesse eu estender meu abraço... Ao seu !!!

 

Género: