Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Dor Desconhecida

Atravessei o oceano por ti

fiquei aqui sozinho, outra vez

dá-me um sinal, talvez esta noite me possas dar

Qual a razao de eu permanecer

Eu atravessaria o mundo por ti

Neste momento estou a perder a cabeça

Gostava de voltar a chorar,

Nao precisas de te incomodar,

Vou voltar a dormir, será tarde

Gostava de ser cuidadoso, mas nunca o sou

Poe a mao em meu peito, nao resta nada

Gostava de ter morrido em vez de viver

Espero que esqueças estas memorias,

nao te incomodes por mim quando estiver despachado será tarde

continuarei a dormir á tua espera

Parece que é para sempre

Eu sentado em casa e tu na minha cabeça

como estás? nao espro uma resposta facil

Olho para o espelho e nao sei quanto tempo passou

Isto foi uma cena diferente

Vou dormir e outro dia vai passar...

Género: