Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

DUAS METADES

Metade de mim é amor
a outra metade é pecado...
Metade de mim vive de favor
na outra metade mora o censurado...
Juntando as duas metades,
unindo as duas partes de mim,
encontrarei todas as verdades
que me fazem ser sempre assim...
Tirei da metade apaixonada,
a parte que todos condenam,
adicionei à metade errada
detalhes que todos apreciam...
Com a metade das metades
partindo e repartindo
sem ter notado as proximidades
construí um ser que não está fingindo...
Num dia vive para amar
certo de que não existe nada melhor
noutra semana só pensa em pecar
acredita que a vida tem o lado tentador...
Assim vai vivendo
de mãos dadas com a sua dualidade,
ensinando e aprendendo
que o bom e o mau se unem com naturalidade,
amando e pecando
mostrando ao mundo o seu coração,
ajudando e recusando
recolhendo o amor e a punição....

angela caboz

 

Género: