Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Ela caça outro.

Tem sempre de estar tudo bem
Até mesmo quando nos vão à carteira
Até mesmo quando nos apanham de maneira
Que fiquemos à beira dum vai e vem

No prato de jantar não tem lagosta
Ela gosta mas o gosto eleva o gasto
O gajo não pode gastar, embora casto
E vende a alma a qualquer monstra

Ela, por sua vez, mostra que se importa
E pede para importar o presente para lhe dar
Ele bate com a porta e parte por hora
Agora, a gaja gasta o que ele foi deixar

Ele trabalha no duro e ela dá duro no dinheiro do trabalho
Ele chega a casa cansado
Ela sai de casa no momento
Ele aquece no micro-ondas o assado
Ela atira o dinheiro dele ao vento

Ele trabalha, Ela gasta
Ela traia, Ele gosta
Ele não sabe, Ela esconde
Ele descobre, Ela mata
Ela finge o choro
Ela caça outro.

Género: