Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Em Cada Sol Que Se Abraça

Em cada rua que se cruza

Há um passado de descaso

Um faról na contramão

Um namoro no portão…

Em cada tipo de casa

Há um tipo de brasa

Pra um tipo de frio.

Em cada promessa falhada

Há um terno e gravata

Acendendo o pavio.

Em cada sol que se abraça

Há um pássaro sem graça

Chorando um sonho vencido…

Em cada árvore arrancada

Um som de Dó sustenido

Cantando um verso esquecido

Do poeta que ali fez pousada

E há quem diga que a vida é nada.

E há quem diga que a vida é nada…

Género: