Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Espelho vermelho

Espelho Vermelho

 

Porque deter a hemorragia, a alma sangra, mas é interno. Nem um espelho reflete o coração quando sangra, apenas evito olhar-me nos olhos frente ao espelho. Eles deletam-me, eles desnudam a alma e mostram as suturas mal feitas internas. A hemorragia esvai-se pulsante, curativos não vão estancar o corte profundo. A dor de ver-me assim, sangrando por dentro, sem reflexos no espelho, que embora não refrate a dor, está vermelho, porque refletem apenas olhos vermelhos.

 

Charles Silva

Género: