Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Espere

É melhor quando você está comigo
É bom quando penso em você
Sinto-me útil quando faço algo contigo
Sou fraco no agir, mas não omisso
Admito o que é preciso admitir
Gosto de falar sobre falhas
Sem antes analisar os seus consertos
Fazendo a máquina girar novamente
Sinto-me morto, mas o coração pulsando
Pula a cem por hora quando é por ti
Eu queria parar de querer as coisas
E ressuscitar o resto do meu corpo
Porque assim, nem máquina, coração
Ou amor pode funcionar, muito menos
O carinho que você pode dar
Género: