ESQUEÇA QUE EU EXISTO

ESQUEÇA QUE EU EXISTO

Eu que te amei tanto e joguei meu amor ao vento.

Tu não deste valor, desprezou e achou que eu ia ficar o tempo todo aos seus pés.

Humilhada sim, mas não em seus pés.

Faça-me mil favores, mil favores! Esqueça que eu existo!

Sim! Esqueça! Nada mais que isto, é só aquecer e pronto.

Agora sinta o vazio...

Adeus sem arrependimento.

É o que sinto no momento.

Madalena Cordeiro

Género: 
Você votou 'Não gosto'.