Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

EU DE MIM...

Sou arrimo de mim,

Detetive dos meus passos,

Confidente de minhas inconstâncias.

 

Sou namorado da solidão,

Amante da saudade,

Filho do sexo...

 

Sou minha própria religião,

Crítico dos meus ideais,

Político de minhas atitudes...

 

Sou um complexo de paradigmas,

Um enunciado de sintagmas,

Semente do meu juízo...

 

Sou o que sou... Só...

Entre ser e estar... apenas estou!

 

 

Género: 

Comentários

é bom estar na vida

e na poesia.

 

Saudações de Boas Vindas!

 

_Abílio Hneriques;

Muito obrigado por seu comentário.

Lindo! Eu também sou filha do sexo! rsrs muito bom o poema!!!

Parabéns!!!