Fênix!

Quando tudo parece estar sem graça

sem gosto, muito menos sem sabor, sem a cor

e somente sentimos a dor da alma

Devemos renascer das cinzas, feito uma Fênix

um pássaro que renasce da cinzas

quando se incomoda com a situação

Libertemos a libido, deixando a alma fluir

rompendo as correntes que nos prendem

A vida, as pessoas que nos cercam tolhem,

cortam nossas asas… e perdemos a força

a vontade de nos libertar das amarras

Façamos com volúpia tudo aquilo que quisermos

sejamos livres, nos permitindo extasiar a alma

(DiCello, 26/12/0219)  

Género: 
Você votou 'Não gosto'.