Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

FRAGMENTOS - NOITE DE ESPIRITOS II

FRAGMENTOS - NOITE DE ESPIRITOS - II

Onde estás? Por céu, por mar e terra de procuro
porque me abandonaste e me enches de solidão
só apenas me resta as tuas histórias de perjuro
e o bruar do eco da voz, que ecoa na imensidão
uma voz doida, que chora, que grita, que clama
rouca e fraca, por chamar por quem ama.

Paira na noite, sombras da mentira ou a verdade?
o eco devolve o som do vazio que me afasta
corroído na dor de uma alma doente que passou
vagueiam os beijos de volúpia e maldade
flagelando o silêncio que me domina e me mata

No vácuo eterno em vão te busco sem te achar,
Introspetivo, também me procuro…sem me encontrar

João Murty

Género: 

Comentários

Onde estás? Eu grito e tu não me ouves! Porque não escutas?

É a voz da solidão; responde coração!

Abraços!

Um beijinho, Madalena.

João Murty