Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Imagino-te!

Sim, tenho o dom

e o desejo de imaginar-te

deste jeito louco

Tua nudez atiça-me

embriaga meus pensamentos

meus sentimentos

cheios de sensações

anseios deste teu corpo

o meu corpo é aliciado

é hipnotizado pelo teu

Fantasias seduzem

me levam a elevar desejos

vontades de tudo 

o que é realmente teu

Tuas curvas… linhas…

saliências bem desenhadas

a exuberância inflama

atiça-me a dedilhar por ti

meu amor…. paixão

a amante desejável

que viaja ao te imaginar

aqui diante de mim

na mais rara beleza

desta tua alma

me induzes ao desejo

a nossa etérea sublimação

Ah, adoro imaginar-te!

(DiCello, 01/12/2015)

Género: