Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Inebriante. ( MT St Luzia )

       Inebriante

Fresca brisa ! Ar puro, perfumado

Pelo manto das mimosas em flor !

O monte d' amarelo adornado

Põe n' atmosfera adocicado odor.

 

Também é de amarelo, meu vestido.

Tom que m'atrai. Tão vistosa, esta cor !

Finto a tristeza, a afasto e confundo !

Porque ela vem... me rouba o esplendor !

 

E a natureza em missão antiga,

Exala  aromas sem grande fadiga.

E aviva a encosta com esmero !

 

Nesse aroma intenso, inebriante,

Nessa cor irisada, deslumbrante,

M' embrenho, inebrio...recupero !...

Género: