Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Inspiração que vem d'alma!

Geralmente a inspiração vem do nada,
vem devagar… em calmaria, inflama a mente
toma posse do corpo e também da alma
Ao ver-te, atiças meu ser a escrever-te versos
traduzindo sentimentos em palavras
louca e intensamente, imagino tua mansidão
as linhas e curvas do teu ser, torno-me escravo
Sim, escrevo meus versos com endereço
dedico as linhas a ti, minha amante…amada!
meu coração pulsa acelerado, quando lembro
enquanto imagino teu sublime universo
és a poesia… o conto que escrevo com a alma!
(DiCello, 15/12/2015)

Género: 
Você votou 'Gosto'.