Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Inveja ( A linda árvore de Natal em V. do Castelo)

      Inveja !

Ali a vejo. Altiva, centenária !

Fitando-nos do cimo do pináculo,

Assistindo serena ao espetáculo,

Vendo o desenrolar do tempo...história.

 

Viu passar mil estações de calmaria.

Ecoaram trovões...tremeu o solo.

Rugiu o vento, viajante do polo.

 Não s'intimidou! Realça eterna  glória!

 

Lá do alto da sua realeza,

Tem inda muitos sóis p' ra desfrutar

Muitas gerações a hão-de contemplar !

 

Fadada para encantar e dar beleza,

Jóia da natureza que o céu beija.

ÁRVORE de NATAL ! Que tanto invejo !...

Género: