Ironia...!

Ironia

(soneto sem regras)

 

Troça agora meu coração

Da cabeça que te dizia

Quando saltavas de alegria

 não ser tua toda a razão

 

Ora e na hora da agonia

Depois de mil lutas, cansado

A um canto desesperado

Só pranteias ironia

 

Cala tua amarga emoção

De tanta guerra perdida

De tão breve e fugaz ilusão

 

E apaga do peito essa dor

De tudo o que te fez a vida,

E volta de manso ao amor

Género: 
Você votou 'Gosto'.