Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Julgo

Quem terás um julgo maior que o meu?
Quem me julgas todos dias ímpares,se não eu?!

Porque me pesa os pesares, porque diabos devido as circunstâncias não tenho dias pares?

Porque a mim me questiono como se eu fosse uma maldita esfinge?
Nem se quer conheço o Egito,nunca conhecerei .
Esfinge que se aflige , que se finge

Carrego todas as dores do mundo!
Ah claro que não!!
Não existe dores quando não se é o mundo
Quando pisa o raso e não o fundo.

Dylan ainda escreve,nem sei porquê
E eu...
Eu ainda me julgo
Nem sei do que.

Género: 
Você votou 'Não gosto'.