Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Lavrei-te em versos e rimas!

Tão poderosa, é você

sim, essa sua geografia feminina

invade meus olhos

enfeitiçando minhas pupilas

Meu corpo inteiro reage

adoraria tocar, sentir... beijar

acariciar cada uma... uma a uma

toda essa sua silhueta, as linhas

Belíssimas curvas

as mais salientes e divinas

Arte esculpida, naturalmente

escrevo seus detalhes em rimas

Adjetivando sua mansidão

versando-te nas minhas poesias

Escreverei a ti, pedindo permissão

direi a ti, meus sentimentos

e, ao ler quais foram as sensações

os desejos que tive, ao observar

ao interpretar-te em palavras

lavrei enfim esta poesia

(DiCello, 02/05/2020) 

Género: 
Você votou 'Não gosto'.