Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Maresias Indiscretas

De mansinho chegas invadindo pormenores
Brisa em caminhos trilhados no olhar
Leveza das ondas espalmadas contra os dedos
Sensação de alga revolta em fim de Verão
Brotam em explosão ao entardecer
E nascem nos cabelos maresias indiscretas
 

Género: 

Comentários

Paula Correia... Obrigada pelo pedido de amizade! Ganhei mais uma joia de presente!

Lindo poema, parabéns!

Abraços!

Maresias plenas de ondas

palavras e brisas indiscretas.

Venham mais

Abraço

FC