Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Matrimonio

Maria é teu lindo nome.

Ai, eu gosto dele Maria.

Fiquei preso aos teus olhos

Para toda a vida Maria.

Com todas aquelas chaves

Ai, fechei o teu coração.

Pedi-te um beijo Maria

Tu não disseste que não.

Segunda feira chegou

Ai, eu te fiz uma surpresa.

Tive que ir ter contigo

Minha alma a ti estava presa.

Eu sempre gostei de ti

Ai, por nada te deixaria.

Gostava de voar contigo

Para o Céu algum dia.

Juntinhos que bom seria

Ai, contigo eu viver

No Paraíso Celeste

Eternamente a te ver.

Deus quis que fosses minha

Ai, ó minha linda Maria.

Nasceste e assim cresceste

Para seres minha um dia.

Todos os passos que eu dei

Ai, foram à tua procura.

Quando o Amor é verdadeiro

Não acaba, sempre dura.

Está a chegar o fim

Ai, desta vida terrestre.

 O Amor que me deste.

                                                     Tua boca tão bem feita,

Teus olhos tão lindos

O corpinho tão bem feito

Prendeu o meu coração.

Agora quero-te dar

Ai, um beijo eterno de Amor.

Andas sempre no meu peito

Recebes o meu calores voei, eu voei,

Aí, eu voei muito tempo.

                                                     Para te dar o meu Amor

Apanhei chuva e vento.

Passava pelas escuras,

, ao passar pelo caminho

Trazia no coração

Teu  grande Amor e carinho.

Foi pena, meu grande Amor,

Ai, não saberes dar o valor.

Perdão te peço, querida,

Minha alma está arrependida.

                                                   Nossa Senhora é Maria.

                                                             E tu Maria és

Tu vais ser coroada  por tão  bondosa  que és.

 

Maria do Carmo Borges Maria Borges Poema da sua Autoria

E seu  marido

José Martins

Casada em 1961

Continua em 2015-05-15

A Deus quero agradecer.

Género: