Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Me entorpeço!

Cansei dessa gente sem noção, 

nem mesmo consideração

rotulam sem conhecer, 

olham com o canto dos olhos

quando ficam sabendo que escrevo

que sou poeta, como se eu fosse louco

quem sabe sou mesmo

mas adoro as palavras, elas me seduzem

entorpecem meu ser 

Observo cada dia mais a vida

mais a energia que exala

e faz exaltar da alma

belezas escondidas, vejo a vida, hoje

de um novo ângulo, outro prisma

Me inspiro em Neruda, Drummond

e até em Allende... sublime inspiração

entre versos e rimas, nasce a poesia

me entorpeço em ti!

(DiCello, 12/05/2020)

Género: