Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Na grandeza do impossivel...

♫ Yiruma ~ Prelude In G Minor V&D

Quisera hoje encerrar
 
meus versos indiscretos
 
caminhando desencontrado
 
no tempo que me resta
 
onde
 
pernoite nesse oásis
 
ministrando-te sôfrego minha poesia
 
embebida entre
 
um cálice terno de beijos
 
que deixei amestrados dentro de nós
 
e aqueles céus inesgotáveis evaporando-se
 
eloquentes de tanto regozijo
 
 
– O rumo deste tempo espaça-se
 
na mansidão de tantos
 
abraços recíprocos
 
profectizando novos reencontros tão breves
 
quando aplaco as tempestades
 
que rugem na solidão da minha janela
 
que jaz
 
impávida e serena
 
ao regurgitar-te esta poesia
 
franca, empolgada
 
a mim tatuada como tirania sublime
 
plantada no tempo e na dor
 
que meu instinto faminto ainda redime
 
 
– E de todas as tuas
 
formas sonhadas
 
arquitectei os mesmos
 
retábulos deste meu mundo
 
onde oro incessante
 
esculpindo nossos seres
 
vagantes, expectantes
 
demorando-nos num longo beijo
 
que este tempo por fim
 
aplacou tão gratificante
 
 
–  Resta-nos circunscrever
 
os medos que nos afligem
 
separar os silêncios mudos
 
que não mais me comovem
 
aspirar enamorados
 
pela grandeza do impossível
 
arar a terra com palavras
 
estimulantes
 
enobrece-las em felizes
 
gomos de sonolência que tingem
 
cada aroma como o húmus
 
desta poesia
 
onde adormeces
 
completa
 
fartando-te rompante
 
na safra onde colhemos
 
pedacinhos esfomeados de amor
 
pendendo no parapeito deste clamor
 
onde resignados adormecemos à beira
 
de uma réstia de imortalidade que espreita
 
assim tão sedenta
 
embelezando-te esfomeada,extravagante
 
FC
Género: