Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

A NATUREZA HUMANA

 

 

 

a vida é a natureza

e a natureza é da vida

e de seus comprometimentos

 

onde há sombra

me escoro e disfarço

onde há sol

me recolho e vitupero

com o cabide de meus olhos

suspenso por tripas e ptose palpebral

 

minha noite eu faço de sinas

meu dia de desalinhos

nos pespontos de meus jeans

 

e se me falta algo

rezo para que não me escasseie a esperança

e a benevolência de Deus

 

e se algo me sobejar

oro em agradecimentos

e torno à casa do pai

receoso de um castigo

 

por ser preciosa

preciosa demais...

esta acepção de homem

-no duro!

em constante provação

 

 

Género: