Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

A noite final

 

Penso na noite final

Ela parecia saída de uma fantasia cintilante

Montando um cavalo branco sem freios

Na minha direção um sorriso aberto

O amassar dos cascos eram vivos

Vestido de cetim alvo como a neve

Baloiçava no espírito do vento

Envolvendo o seu corpo lineado de beldade

Sei que era só por esta noite

E que o meu coração iria entrar em disputa com a minha mente

Ao raiar sabia que já não eras

Queria acabar com o tempo mas os beijos sonolentos

Penetraram nas minhas veias

Como uma embriaguez a noite final

Foi ardente

 

Género: