Nuvens

Hoje eu vi um céu diferente:

Um manto cinza rasgado de nuvens

Que descortinava outras

Pálidas, pequenas…

Entremeadas de azul…

Pequenas alegrias e pequenas tristezas

Costurando-se, formando a tez da vida,

Aturdida pelo sol da consciência.

 

Carrega tudo, rasga o manto

O vento da vontade;

Vontade…

De ser livre e fazer nada;

De ficar parado vendo o céu,

Escrever e voltar para a cama.

 

Olha!

As nuvenzinhas, agora, costuram-se entre si

Querendo esconder… disfarçar o próprio céu

E confundir minha mente;

Essa frágil e ingênua cabeça

Plena de fantasia e de imaginação!

 

E a chuva que prende o manto se solta

Borrando a pintura do mundo,

Redesenhando o cenário

De nossa comédia cotidiana.

 

Rodrigo Dias

Género: 
Você votou 'Gosto'.